Fundos imobiliários ou investimento em imóveis?

Antes de decidir qual é o melhor tipo de investimento para você, é preciso conhecer melhor o que é cada um deles.

Fundo imobiliário
Os Fundos Imobiliários são grupos de investidores que tem como objetivo aplicar recursos em todo tipo de negócios de base imobiliária, no desenvolvimento de empreendimentos imobiliários ou em imóveis prontos, como edifícios comerciais ou residenciais, shopping centers, entre outros. A ideia é conseguir retorno pela exploração de locação, arrendamento, venda do imóvel e demais atividades do setor imobiliário, sem ser necessariamente o dono do imóvel.
Os fundos imobiliários podem ser comprados como ações na bolsa de valores, em forma de cotas, o que permite que o investidor aplique a quantia que desejar, caso não tenha em mãos o capital total necessário para um investimento direto em imóvel.
Por ser um investimento onde é possível fracionar em cotas o valor aplicado, o investidor pode vender ou comprar mais cotas de acordo com suas necessidades a qualquer momento. No caso de um investimento direto em imóvel isso não é possível, pois não tem como dividir o bem em partes para vender separadamente.
Para pessoas físicas, os fundos imobiliários são isentos do Imposto de Renda no rendimento mensal, o que torna o investimento mais vantajoso em relação a compra direta, onde o proprietário do imóvel precisa pagar imposto sobre os aluguéis recebidos mensalmente.

Compra direta
A compra direta de imóveis é aquela onde o investidor adquire o imóvel, e passa a ser responsável por ele em todos os aspectos. Mas para isso é preciso ter em mãos o capital total necessário para a compra.
Os aluguéis provenientes dos imóveis de propriedade direta são tributados pelo Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), e em caso de depreciação do imóvel, o proprietário é o responsável por providenciar os devidos reparos. Porém, é possível encontrar imóveis que rendam bons aluguéis, e que sejam ocupados por inquilinos responsáveis.

As duas modalidades de investimento possuem vantagens e desvantagens. Para decidir qual delas é melhor, é preciso analisar o perfil de cada investidor. Para especialistas, um investidor nunca deve apostar todas as suas fichas em um único investimento, pois em caso de queda, ele pode perder todo o seu capital de uma hora para outra. O ideal é que, mesmo que ele opte por investir em apenas um tipo de negócio, existem muitas opções dentro da mesma categoria. Existem imóveis prontos para compra espalhados por toda a cidade, em diferentes bairros, do tipo comercial ou residencial. Já entre os fundos imobiliários, é possível obter cotas de diferentes empreendimentos, seja um shopping, um prédio comercial, dentre outros. Muitos investidores preferem misturar vários tipos de investimentos em sua carteira, a fim de minimizar os riscos de perda de rendimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *